quarta-feira, 3 de abril de 2013

Num futuro muito próximo

A preta hoje chegou mais tarde a casa. Não, não estava com saudades dela. Nem preocupada. Estava apenas sozinha em casa. Agora estou sozinha na sala. É como um círculo que se aperta. Já sinto coisas a mexer na barriga. Ela está a acabar o jantar. Virá para a sala, de prato na mão e vai comer calada. Pelo menos, assim espero. Já liguei a televisão para fazer barulho. E vou fingir que estou ocupadíssima a trabalhar em qualquer coisa importantíssima e nem vou olhar para ela. A dada altura ela vai olhar para mim irritada. Vou fingir que não reparo, porque estou concentradíssima a fingir que estou empenhadíssima num trabalho para amanhã. Ela vai perguntar o que foi aquilo. Vou perguntar 'o quê?' como se não tivesse ouvido à primeira. Eu vou tremer. Agora que isto começou, já não consigo parar. Ela vai repetir a pergunta. Vou dizer que é trovoada. Ela vai dizer que não está a chover. Vou dizer que eu também não disse que estava a chover. Espero que não pergunte o que jantei. Só consigo mentir uma vez por hora. Sopa de feijão e carne com feijão. 

44 comentários:

  1. Se eu não te conhecesse (e não te conheço!) era capaz de dizer que tinhas nascido numa terrinha chamada Praga e te chamavas Franzina Snail Kafka :)

    Kafkiana a tua vida, my dear...

    Boa noite, Snail :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por algum motivo fui juito feliz quando passei por lá. :)
      Boa noite, passarinho azul.

      Eliminar
    2. *muito (juro que não estou bêbeda)

      Eliminar
    3. Muitas pilseners em Praga?

      R.

      Eliminar
  2. Sou só eu que acho que uma ladie não se peida alarvemente ??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daí o meu sofrimento. E já disse que era trovoada!

      Eliminar
  3. As ladies peidam-se como têm de se peidar, estamos em liberdade! LI-BER-DA-DE.

    ResponderEliminar
  4. Já chega quando está tudo calado no escritório e a nossa barriga não pára de fazer barulhos pá...

    ResponderEliminar
  5. e... sopa de feijão e carne com feijão? a sério snail? lol

    ResponderEliminar
  6. Eu trabalho num open space. À minha volta, à distância de ouvido, tenho perto de 20 pessoas. Sou muitas vezes atacado por vontades súbitas de largar um "trovão", como a ti te acontece.

    Por norma, aguento o suficiente para ir à casa de banho (ainda são uns 30 metros pá...) ou consigo controlar-me para ele não se soltar. Mas há alturas em que sou apanhado desprevenido... Aí olha... Como estou sempre de fones, faço de conta que não é nada comigo! É que nem sei se os meus colegas ouviram. Prefiro não olhar para o lado, senão coro que nem um pimentão e aí é que o pessoal fica a pensar (ainda mais) mal de mim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só para que conste, a hora a que respondi não foi a hora a que li o post pela primeira vez. Foi a hora a que li o post pela terceira (ou quarta) vez... E ainda agora estou a sorrir, depois de a ler uma quinta! Tu és um espectáculo a escrever, miúda!

      Eliminar
    2. Um dia, quando for grande e souber escrever coisas como deve ser, vou fazer um ensaio (gosto do termo 'ensaio') com o título "O peido - o maior tabu da humaninadade".

      Eliminar
    3. *humanidade (juro que continuo sóbria)

      Eliminar
    4. Isso é amanhã! Hoje não. Águinha!

      Eliminar
    5. Por falar em gin, quanto custa uma garrada de Hendricks, L?

      R.

      Eliminar
    6. Garrada??? Olha outro que já vai a caminho da segunda... :p

      Eliminar
    7. Ahahah é brincadeira pra 30€. Vais-me oferecer uma?

      Eliminar
    8. Só para ver quanto estou a poupar comprando-as em Madrid.

      R.

      Eliminar
    9. Madrid? Odeio-te. Poupas muito?

      Eliminar
    10. 5 euros por garrafa. Ainda fico cá mais uns meses, pode ser que baixem de preço entretanto.

      R.

      Eliminar
    11. Consegues sentir o meu ódio aí?

      Eliminar
    12. Ainda não chegou. Sempre são 600 km. Talvez se te disser que estou aqui desde Maio do ano passado acelere as coisas. Isto depois de ter vindo da Alemanha.

      R.

      Eliminar
  7. R.
    Pá. Inveja! E vontade de fazer o mesmo.

    Snail.
    Pá. Medo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Da minha capacidade de odiar ou da minha capacidade de me peidar? Agora fiquei confusa...

      Eliminar
    2. Acho que o mundo deve ter medo dos peidos, mesmo.

      Eliminar
    3. Os da L devem ser objecto de temor/admiração.

      R.

      Eliminar
    4. Não me ocorre mais nada.

      R.

      Eliminar
    5. Isso é porque não me conheces.

      Eliminar
    6. Ainda bem que estou a 600 km.

      R.

      Eliminar
    7. A pensar se daqui a um mês estará tempo para um mergulho na piscina.

      R.

      Eliminar
    8. Tu tens aí uma piscina? Tua?

      Eliminar
    9. Sim. E não, não estou a brincar.

      R.

      Eliminar