segunda-feira, 8 de abril de 2013

Porque eu insisto que sou boa pessoa!

Devo dizer que ando aborrecida com isto. Encarava este espaço como uma relação que se vai construindo em bases cada vez mais sólidas de partilha e compreensão, de amizade e cumplicidade, de dádiva e crescimento pessoal. Aos poucos, tenho aberto a minha alma, mostrando-vos por palavras o melhor de mim. Ora a minha beleza física, ora as minhas inigualáveis qualidades beneméritas, ora a minha aura de divindade. Pois digo-vos que é com grande tristeza que constato que, como recompensa, tenho recebido comentários que variam entre o jocoso, o sarcástico e a má-língua barata e de gosto duvidoso. Ainda assim, e por ser uma alma casta que não conhece o mal, continuo a partilhar convosco estes raios de luz do meu ser. E hoje não será excepção. Hoje vou falar dos alguns dos pilares mais importantes da minha educação. 
Começo com a minha educação católica. Catequese, Bíblia, hóstias, santinhos, terços, procissões, missas e escuteiros. Papei tudo. Sim, já papei escuteiros. Certamente, as almas obscuras já preparam o comentariozinho de mau gosto a perguntar se é por isso que gosto tanto de me ajoelhar para rezar. Poupo-vos o trabalho. Com uma vida tão fortemente marcada pelas tradições religiosas, mas também vincada pela prática regular de exercício físico, mais não se podia esperar de mim a não ser eu ser uma pessoa com a capacidade de se penitenciar fluentemente e sem perder o fôlego em qualquer posição. Em contradição a tudo isto, também fui dotada com uma capacidade ímpar para o estudo das ciências. Matemática, química, biologia ou ciências médicas. As reacções, as atracções dos corpos, cargas e massas, fluídos e calor. Ah, esse fascinante mundo que nos rodeia. 
Claro que tudo isto não é conversa em vão. Como já sabem, tudo acaba por se resumir numa qualquer história que me aconteceu hoje. E hoje tive uma epifania. Hoje presenciei a aparição de uma entidade enviada por Deus Nosso Senhor. Dizia-me ela, o suposto anjo, uma senhora com meia tonelada de massa corporal e cara de morsa, que fuma três a quatro maços de tabaco por dia. Como profissional de saúde, porém ciente da minha missão de espalhar a Boa Nova na terra, disse-lhe que isso era o caminho do mal que termina numa espécie de inferno terreno, com o nome de enfarte agudo do miocárdio. Disse-me ela que não bebe, não joga, não rouba e não fode há mais de dez anos e que, por isso, só lhe resta o poder fumar. Pensei eu, 'com uma fronha dessas não deves ter fodido é nunca'. E de imediato percebi, eu não estava perante um anjo, eu estava perante a Virgem Ana Maria. A Virgem Ana Maria continuou a sua mensagem divina e disse-me que começou só com uns cigarrinhos por semana, mas ao longo dos anos, sozinha, sem homem, sem outros vícios, acabou onde está agora, a fumar oitenta cigarros por dia. A abstinência de pilas levou-a ao excesso de tabaco. Lembrei-me das aulas de química do 10º ano e das reacções reversíveis. Amanhã vou deixar de fumar. Glória a vós, Senhor.

55 comentários:

  1. E eu, amanhã, vou-me inscrever nos escuteiros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que não ias ficar bem de calçãozinho e meia pelo joelho...

      Eliminar
    2. No problem. Tira-se.
      Ou papas os escuteiros vestidos?

      Eliminar
    3. Oh... isso era quando eu era miúda, pá! Ou tu continuas a alimentar-te só de cerelac?

      Eliminar
  2. Por mais asneiras que escrevas, só tu me consegues fazer ler um post deste tamanho!

    Ao contrário das mulheres, para mim o tamanho interessa: se o post for grande - não o leio!!

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só por tua causa, amanhã começo a escrever em fascículos. :)

      Eliminar
    2. Va la, ao menos nao és calao.so.comigo!!!

      Eliminar
    3. Ele farta-se de dizer coisas, mas aquilo é só fogo de vista. :p

      Eliminar
    4. iihhhhhh!!! A Liz leu isto!!

      F....

      Eliminar
  3. Vais deixar de fumar? O colega moreno de barba e cara de cabrão conseguiu dar-te a volta foi?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto, ok. Mas querias vê-lo que eu sei! E ajoelhar. E rezar. E fazer dele um homem ainda mais cabrão.

      Eliminar
    2. Acabaste de provar que és uma dessas almas impuras.

      Eliminar
    3. Acabei, portanto, de provar que não sou mentiroso. Simplesmente sou um devasso. Mais puro que isto é impossível!

      Eliminar
    4. Deixai-me! Ide tirar os gorgulhos das pipocas! Ide!!!

      Eliminar
    5. Ja morreram os gorgulhos, miúda. Resta só a taça...

      Eliminar
    6. Eu é que sou isto e aquilo, né? Mas quem papa tudo, até os gorgulhos, és tu! Badalhoco!!!!

      Eliminar
    7. Só as gorgulhas. Pilas deixo-as todas para ti!

      Eliminar
  4. Desculpa, Snail, mas depois de estar a rir-me quase 5 minutos por tua causa - não de ti; é diferente! - eu não consigo levar-te a sério :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podes, porra! Eu preciso de ti :)

      Eliminar
    2. A partir de hoje, sempre que te referires à minha pessoa, usa maiúscula, sim? Sinto-me uma Deusa. :)

      Eliminar
  5. Deus está agora com as mãos sobre a face, a suspirar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finalmente há alguém que entende e espalha a Sua palavra, depois de milhares de anos de busca... Suspira. De alívio.

      Eliminar
  6. Ele está no Meio de Nós!

    (ainda me estou a rebolar no chão, o que é um perigo, se passa por aqui alguma serpente, não me safo!) :)



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finalmente alguém que compreende os tais meus 5 minutos de gargalhadas imparáveis!

      Eliminar
    2. Vocês estragam-me com mimos. Também aceito transferência bancária. :)

      Eliminar
  7. Que alguém tenha justificado a existência de escuteiros. All hail snail.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço sempre os possíveis para esclarecer as vossas dúvidas e inquietações. :)

      Eliminar
    2. Para dizer a verdade, inquieta-me a existência dessa raça. Um bocado como tu e os anões.

      R.

      Eliminar
    3. A mim também me causa uma certa espécie, homens adultos com meias até ao joelho a fazer acampamentos todos juntos no meio do mato... hum... isso cheira mal.

      Eliminar
    4. Cheira mal porque eles não usam casa de banho. É mesmo no meio das ervas. E nem sempre há papel à mão...

      Eliminar
    5. :o tu foste (és) escuteiro??? Mata-te.

      Eliminar
    6. Mata-te é feio menina Snail... Perdoo desta vez porque gosto de si. À próxima não. Combinado?

      Não, nunca fui escuteiro. Nem vou ser. E a minha cria só vai para lá se pedir muito, com jeitinho e o apoio da eventual mãe que possa pari-la (à cria)

      Eliminar
  8. Essas visões de futuro são verdadeiras epifânias! Manda para cá a morsa, que eu preciso deixar de fumar! :D :D :D
    Isto é, se quiser comer conguitos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu entendes, né? É quase como um plano poupança para a vida toda. A garantia de nunca nos faltarão conguitos! O futuro perfeito! :)

      Eliminar
  9. Vais deixar de fumar...? Entao... E agora? :|

    ResponderEliminar
  10. Tens todo o meu apoio nisso de deixares o tabaco. Caso pretendas deixar o vício paulatinamente, ofereço-te um estupendo de um charuto que trago sempre comigo. Até te benzes 45 vezes antes de o fumares!! :)

    P.S.: A propósito de escuteiros deixo uma breve citação: "...um miúdo meter-se na droga, pronto, é de homem. Agora, escuteiros? Que é isso?"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gentil forasteiro, sei que és novo por cá, mas se já me conhecesses saberias que sou uma menina cautelosa e bem ensinada (sou só qualidades!) e, seguindo ensinamentos sábios adquiridos na infância, nunca chupo em charutos oferecidos por estranhos. Mais ainda: essa citação a mim não me diz nada, pois ainda a semana passada estive três dias seguidos a comer caril na esperança de ser violada por um urso e... nada.

      Eliminar
    2. Não chupas em charutos oferecidos por estranhos, mas comes caril na esperança de ser violada por um urso?? Há aí algo de paradoxal, cá para mim. Mas se calhar sou eu, que sou urso... ;)

      Eliminar
    3. Bem, o blog chama-se Juvenal o Animal :D Pode muito bem ser um urso...

      Eliminar
    4. Sem querer parecer xenófobo, que não o sou, creio ser do conhecimento geral que monhés e chineses têm nabos pequenos, pá! Eu tenho um bajolo, que só de olhares para ele até dás três voltas às cuecas sem tocar no elástico.

      Eliminar
    5. Quanto a isso do urso, posso muito bem sê-lo, posso. Mas devidamente depilado nas áreas de interesse público :)

      Eliminar
    6. Olha que um urso com crateras carecas no lombo (e aqui podia ter sido má e ter posto em causa a tua masculinidade) deve ser uma coisa linda de se ver, deve.

      Eliminar
    7. O que eu me ri para aqui, com essa remota possibilidade que encafuaste entre parênteses.

      Eliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  12. Diz o que fumas, dir-te-ei com quem andas...
    Dito assim, até parece bíblico, não achas?

    E cuidado não troques o champix com outra coisa sequencial. Os resultados podem ser complexos.

    ResponderEliminar