sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Sinas e outras maldições

Hoje tenho um plano diabólico. 
Sempre me disseram que inventar desculpas para 'descombinar' coisas, para além de ser feio, pode ter o efeito karma e a mentira virar-se contra nós. A verdade, é que eu sou uma prova mais que real dos poderes desta maldição e desde diarreias explosivas, perder as chaves dentro de casa com a porta trancada ou entalar um dedo numa lata de ananás, na porta de um carro ou na boca de um cão, já me aconteceu de tudo. O que, vendo as coisas por outro lado, até não foi mau de todo, porque tinha como provar que a minha mentira era, afinal, verdadeira. 
Outra coisa também importante no meu plano, prende-se com aquela máxima de ter cuidado com o que se pede, porque isso pode mesmo acontecer. Uma vez pedi a um ex-qualquer-coisa-já-não-me-lembro um pinanço à bruta até me partir toda. No dia seguinte tive de tomar voltaren em dose cavalar só para conseguir ir trabalhar.
Importante também, é a fé. Deus ouve-nos e está em todo o lado. 

O plano. Já de seguida:

Hoje não vou sair à noite porque vou estar a pinar até amanhã de manhã. Caralhos me fodam se estou a mentir. Ámen.

8 comentários:

  1. Depois vem cá dizer como correu... :)

    ResponderEliminar
  2. Só cá vim ver se ainda estavas viva... Depois de uma destas podias ter entalado a cabeça na porta.

    (um) beijo de mulata

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah Não... Deus não quer nada comigo, nem para o bem nem para o mal. :p

      Eliminar
  3. [ Faltou-lhe a fé, está visto! :) ]

    Caralhos não te fodam. Assim é que é.

    ResponderEliminar
  4. Tenho de ver se funciona comigo.

    Como é que se entala um dedo numa lata de ananás?

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, faz-se um bolo com ananás em calda, tem-se o caixote do lixo cheio e preguiça de trocar o saco, vai-se calcar o lixo com a mão para caber mais uma ou duas coisas, esquece-se que a lata de ananás está lá dentro, fica-se com um dedo dentro da lata e arranca-se parte da cabeça do dedo com a tampa da lata. Simples, não é?

      Eliminar